Trillium

Fei Ting 07/30/2018

Por Antonio Teodoro

 

IMG-20180712-WA0023

  Futuro: 3797. A humanidade após se espalhar pelo Cosmo encontra-se praticamente dizimada! Vitimada por um vírus censciente que consegue adaptar-se a praticamente todas as formas de combatê-lo: A Coifa. Mas ainda há uma esperança: A flor Trillium. Que possui uma determinada propriedade a qual o microorganismo não consegue decompor. Porém, mesmo cientistas com uma tecnologia tão avançada, não conseguem sintetizá-la ou reinventá-la. Precisando assim da flor “in natura” para produzir uma vacina contra o agente mortal.

  É assim que começa Trillium, essa história de ficção científica, escrita e desenhada por Jeff Lemire.  Lemire é um dos mais aclamados escritores de quadrinhos da atualidade (sim, sou fã dele!). Autor de vários títulos próprios, indicado e premiado em muitos deles, como o próprio Trillium, Condado de Essex, O Soldador Subaquático, Black Hammer, etc. Também atua nos quadrinhos de “herois” onde podemos encontrá-lo no Brasil em revistas como Velho Logan (no qual o seu “run” termina nesse mês) e X-MEN.

IMG-20180712-WA0025

    Mas de volta à Trillium, Nika Temsmith é uma cientista que tenta estabelecer contato com a raça do planeta Atabithi. Um povo que se mostrara mortalmente hostil ao primeiro encontro com humanos. E que guarda a maior reserva da preciosa flor à humanidade encontrada até agora. Tudo o que Nika quer é tempo para conseguir decifrar o dialeto das atabítias, mas talvez seja a única coisa que ela não obterá… Após uma experiência quase mística no templo Atabithi, Nika depara-se com um misterioso homem com um facão em punho que parece ter surgido de um longínquo tempo atrás…

   Passado: 1921. William Pike quer esquecer os tormentos que viveu nos campos de batalha da primeira grande guerra. E vê essa oportunidade quando se envolve numa expedição em busca do lendário Templo Proibido dos Incas. A qual dá terrivelmente errada! Em fuga, William encontra o tal templo e nele uma estranha moça (ela mesma, a nossa “heroina”: Nika).
IMG-20180712-WA0019

   Como esse encontro de um homem que viveu no início do século XX pode acontecer com uma mulher do futurístico 3797? E como eles podem ter a certeza de já terem se conhecido/encontrado? Esse e muitos outros mistérios/questões você encontrará nessa edição fechada da Panini (que vale a pena garimpar nas bancas). Lemire nos entrega uma ficção ora brutal, ora sensível. Ora cativante, intrigante. Onde por vezes a confusão mental dos protagonistas se reflete na própria narrativa, que lança mão de artifícios interessantes para nos desorientar também. Além de nos estimular a “devorar” a revista para entender o que se passa com Nika e William, Lemire acaba nos dando um belo conto de dois seres que lutam contra o status estabelecido em busca da verdade, deles mesmos e para salvar a humanidade! Apesar da arte “pouco convencional” do autor, ao virar a última página, é muito provável que vocé terá experimentado uma reconfortante sensação. Ah! Uma dica: Na primeira página dos extras consta o alfabeto Atabítio, caso você tenha curiosidade em saber o que as nativas falam à Nika. Boa leitura!

Trillium_Ed.Panini.

204 páginas

R$ 29,90

Tweet about this on TwitterShare on Google+Share on Facebook
Veja mais!

Comente

Comente pelo site ou Facebook

  1. *