Resenha: Quem é o Pantera Negra?

Nerd Café 03/5/2018

Por: Antônio Teodoro

Com a estreia do filme do Pantera Negra pelo Marvel Studios/Disney no dia 15 de fevereiro, vamos ler alguma coisa a respeito para nos ambientarmos com o herói?

 

images (4)

 

A primeira grande reformulação e revitalização do personagem nos anos 2000 foi publicada em 2005 nos E.U.A. com o argumento de Reginald Hudlin (escritor, cineasta e produtor de Hollywood) e desenhos de John Romita Jr.  A edição que vamos comentar é a que foi editada aqui no Brasil pela Salvat, saiu aqui no final de 2014 e traz as seis primeiras edições.

images (5) 

O Pantera Negra apareceu pela primeira vez em julho de 1966, na revista do Quarteto Fantástico americana de nº 52. É uma criação de Stan Lee e Jack Kirby. A história consiste num combate dele contra o Quarteto onde ele os enfrenta e quase os derrota. Hoje em dia ela é até simplória, porém, como toda narrativa dessa dupla nessa época, deixa-nos vários conceitos e visuais atualíssimos.

 

unnamed IMG_20180205_092129_090

CURIOSIDADE: O Pantera foi o primeiro herói afrodescendente de uma grande editora e diferente do que alguns pensam, não  tem nada a ver com o Partido dos Panteras Negras. Foram criados em meses distintos (o Pantera antes) no mesmo ano. Por conta disso até se cogitou mudar o nome do mesmo mas a ideia foi rejeitada pelos fãs (nessa época eles não sabiam que o nosso Pantera por pouco não foi lançado como o Tigre de Carvão com um uniforme totalmente diferente do qual conhecemos). Mesmo assim foi interessante quando lançado o primeiro pôster do filme e Cheo Hodari Coker (o showrunner  da série do Luke Cage da Netflix) tweetou afirmando que o mesmo fora inspirado numa foto de Huey Percy Newton (cofundador e líder do Partido dos Panteras).

Photo_2018-02-07_06-00-36_PM

Bom, mas Quem é o Pantera Negra?  Hudlin e “Romitinha” nos respondem essa questão ao longo dessa edição da Salvat. Um dos maiores méritos desse arco é demonstrar toda a força de Wakanda, o país natal do Pantera, no qual ele é regente. Wakanda tem como característica principal a verve aguerrida de seu povo que até então se orgulhava por nunca ter sido invadida ou derrotada por países estrangeiros (status esse que mudaria após  a saga Infinito de Jonathan Hickman nos Vingadores). Wakanda também se destaca por ser a única reserva de Vibranium do mundo (um metal fictício que só existe lá. De origem espacial decorrente da queda de um meteoro constituído dessa liga), um raro e valiosíssimo elemento, além do alto avanço tecnológico da nação. Para demonstrar o poder bélico e tecnológico de Wakanda, somos transportados já na primeira história aos séculos V e XIX, onde vemos os wakandanos lidando com pretensos invasores e conquistadores. Um fato interessante estabelecido é que em 1944, T’chaka, pai de T’challa (o atual Pantera), derrotou em combate corporal o CAPITÃO AMÉRICA, quando o mesmo invadiu o país africano atrás de nazistas fugitivos (os wakandanos já haviam dado “cabo” deles).

 

Image00006-600x460

Ao longo do arco testemunhamos a ascensão de T’challa ao posto de Pantera, o assassinato de T’chaka pelas mãos do Ulysses Claw (o Garra Sônica), sim… É diferente do filme Guerra Civil, assim como da motivação original nas hq’s do Garra. Basicamente somos apresentados a uma conspiração internacional representada por um grupo de “vilões” liderada pelo Garra Sônica para invadir e conquistar Wakanda e como o Pantera Negra e seu país superavançado lidam com isso. Em entrevistas reproduzidas nos extras da edição Hudlin (o autor) fala de como quis atualizar a postura de T’challa ao negro empoderado americano, um regente com a “marra” de um Jay-z (rapper e produtor ). “O Pantera Negra é o equivalente africano do Capitão América”. Mas sem sombra de dúvidas, a maior “sacada” do autor foi dar aos wakandanos o merecimento de sua supremacia social e tecnológica (no cânone original tinha sido T’challa com seu intelecto prodigioso que levou seu país ao apogeu). Uma excelente história “de entrada” para conhecermos um pouco mais do herói.

 

images (6)

 

Hudlin após anos sem escrever para o Pantera voltará ao título na companhia do desenhista Ken Lashey para contar uma nova história de T’challa no Black Panther annual #1 que sai nesse mês na terra do tio SAM.

 

Nota: 08 xícaras.

Tweet about this on TwitterShare on Google+Share on Facebook
Veja mais!

Comente

Comente pelo site ou Facebook

  1. *