Precisamos falar sobre terror – Darkside Books

Alrely 06/29/2018

darksidebooks

Oi gentee!!

Apesar de ser recente, a Darkside Books já é uma das editoras mais queridas e admiradas do país, além das histórias e o gênero, suas edições são perfeitas até nos mínimos detalhes. Hoje trago a vocês os últimos lançamentos da editora.

timthumbComecemos com Black Hole. O obstinado terror existencialista da obra de Burns é composto apenas pelo trabalho em pincel, de alto contraste em preto e branco, que presta homenagem ao horror sutil dos filmes do gênero. A história se passa nos arredores de Seattle, extremo noroeste dos Estados Unidos, em meados da década de 1970, quando uma praga inominável e traiçoeira se alastra entre os adolescentes locais através do contato sexual e parece não poupar ninguém. Ela se manifesta de maneira diferente em cada um dos infectados — enquanto alguns apresentam apenas manchas na pele, algo sutil e fácil de ocultar, outros se transformam em grotescas aberrações, vagas lembranças do que foram um dia. E uma vez que você foi contaminado, não há mais volta. Para estes seres monstruosos, não há alternativa além do auto-exílio em acampamentos precários, na floresta que circunda a região.

O que falar sobre Stephen King? A graphic novel Creepshow é a primeira HQ escrita pelo autor. Começando em 1982 quando King se juntou ao diretor George A. Romero – A noite dos Mortos-Vivos; para realizarem um filme inspirado em quadrinhos clássicos dos anos 1950, timthumb (1)como Contos da Cripta. Creepshow (que no Brasil ganhou o subtítulo Show de Horrores) se tornaria um cult movie instantâneo. Ele adaptou seu roteiro de cinema para os quadrinhos, contando com a arte do magistral Bernie Wrightson, um dos criadores e primeiro ilustrador de O Monstro do Pântano, e capa de Jack Kamen, autor da EC Comics. A HQ reúne cinco histórias de arrepiar, duas delas adaptadas de contos que King já havia publicado: “Weeds” e “The Crate”. Usando um decrépito narrador morto-vivo.

Ed & Lorraine Warren, é o relato meticuloso dos fenômenos que infernizaram a vida de um casal norte-americano após sua mudança para uma antiga casa em que havia funcionado uma funerária anos antes. Um a um, os membros da família passam a ser atacados por uma presença sinistra, em acontecimentos cada vez mais extremos: de vozes na escuridão até violações fantasmas. É nesse ambiente de desespero que Ed & Lorraine Warren são recebidos, prontos para mais um combate direto com o mundo das sombras. Em 2009, a história serviu de inspiração para o filme Evocando Espíritos, de Peter Cornwell, que usou Ed & Lorraine Warren: Lugar Sombrio como principal fonte timthumb (2)de pesquisa. Mesmo quem tem medo do assunto certamente já ouviu falar deles. Seus casos mais famosos, como os de Amityville, Rhode Island e de Enfield, por exemplo, foram adaptados para o cinema. Até mesmo a endiabrada Annabelle está no currículo de assombrações, poltergeists e espíritos obsessores enfrentados pelo casal Warren. Claro, a boneca legítima faz parte da coleção que Lorraine, hoje com 90 anos, mantém em casa.

O livro de Becky Chambers é um marco recente no universo da ficção científica. Lançado originalmente através de financiamento coletivo pela plataforma Kickstarter, ele conquistou a crítica especializada e os ainda mais exigentes fãs do gênero, sendo indicado para prêmios respeitados, como o Arthur C. Clarke Award e o Hugo Award. Um dos motivos do sucesso de A longa viagem a um pequeno planeta hostil é a abordagem da história tendo elementos essenciais da narrativa sci-fi muito bem representado, como a precisão científica e suas possíveis implicações políticas. O gatilho principal é a construção de um túnel espacial que permitirá ao pequeno planeta do título participar de uma aliança galáctica. O que realmente torna único esse romance, e muito divertido são seus personagens instigantes, complexos, tridimensionais. A autora optou por timthumb (3)contar a história de gente como a gente — ainda que nem todos sejam terráqueos, ou mesmo humanos. A tripulação da nave espacial Andarilha é composta por indivíduos de planetas, espécies e gêneros diferentes, incluindo uma piloto reptiliana, uma estagiária nascida nas colônias de Marte e um médico de gênero fluido, que transita entre o masculino e o feminino ao longo da vida.

Nota: Além, de como eu já disse, suas encadernações serem muito bem feitas, as histórias são envolventes, desperta a curiosidade e o terror, às vezes trash, mas nos desperta para um dos melhores gêneros literários!

Espero que vocês tenham gostado das indicações. Quem não teve a oportunidade de conhecer as obras da editora, suas edições estão presentes em todas as grandes livrarias!

Tweet about this on TwitterShare on Google+Share on Facebook
Veja mais!

Comente

Comente pelo site ou Facebook

  1. *