Noites de Trevas Metal

Antonio Teodoro 08/10/2018

metal

Noites de Trevas: Metal.

“Existe um sentimento que se tem no começo de uma aventura… Uma mensagem dos deuses, talvez? Um sinal? Mas não era um sinal. Era uma pista para desvendar O MAIOR MISTÉRIO DA HISTÓRIA HUMANA. E estava gravada em METAL”.
Essas frases marcam o início de uma das sagas mais alardeadas pela DC americana no ano passado que chega no Brasil: Noites de Trevas Metal. E traz de volta uma das duplas mais badaladas da fase NOVOS 52: Scott Snyder (nos roteiros) e Greg Capullo (nos desenhos) no Batman. E claro, o Cruzado Encapuzado é o maior (ou um dos) condutor dessa grandiosa narrativa proposta nesse primeiro volume.
Se você perdeu essa fase dos NOVOS 52 da editora, saiba que foi uma tentativa da mesma em recomeçar e atualizar a cronologia de seu universo (É… de novo). Como um dos grandes destaques, vale a pena correr atrás de arcos como: A Corte das Corujas, Morte da Família e Fim de Jogo, grandes momentos criados por esses dois (Snyder/Capullo) para o Cavaleiro das Trevas.

metal 2
Em junho a Ed. Panini lançou o nº 1 que trouxe os dois prólogos que apresentam a história: Dias de Trevas A Forja e A Fundição além do primeiro ato de Noites de Trevas Metal.
Em A Forja ficamos cientes que existe um grande mistério que o Batman tenta desvendar há anos. Um mistério, como já citado lá no primeiro parágrafo, que envolve os metais do universo. Algo tão perigosamente poderoso que desperta a atenção de um dos Guardiões da Tropa dos Lanternas Verdes que pede a Hal Jordan investigar secretamente o assunto. Testemunhamos que não só o Lanterna assim como o Aquaman e o Superman esbarram na busca do Cavaleiro de Gotham na solução desse enigma. A Forja também nos mostra logo de cara o outro grande condutor (eu falei que o Batman era só um deles) dessa aventura: Carter Hall, o Gavião Negro. E vislumbres de seu diário, onde tomamos conhecimento que ele começara há muito tempo a perceber a existência desse grande ponto de interrogação.
Em A Fundição, Batman aprofunda-se ainda mais no mistério dos metais. Além de vermos o quanto o Gavião Negro descobriu, até mesmo que personagens que aparentemente nada teriam a ver com isso, mostram-se profundamente envolvidos. Como são os casos de Duke Thomas (um dos aprendizes do Morcegão) e do Coringa (?!). Esse segundo prólogo conta com a mesma equipe criativa do primeiro: Scott Snyder e James Tynion IV nos roteiros, Jim Lee, Andy Kubert e John Romita Jr. nos desenhos.

metal 3
A última história da edição é o primeiro número da saga propriamente dita. Nessa, os mistérios que vimos tomar corpo começam a se desvendar graças a manifestação de um incrível fenômeno em Gotham e a atuação de uma agente que carrega as respostas para algumas questões: Que metal traz essa energia maligna? Quem é essa entidade que nos espreita desde a Aurora do homem? De onde ela vem? Ao final da história temos a participação de um dos maiores ícones do selo Vertigo (selo adulto e de muito sucesso da editora) adentrando no universo regular da DC.
Bom… Antes de mais nada queria deixar claro que gosto bastante do trabalho dos dois na Fase NOVOS 52. Mas reconheço que as histórias do Snyder, com algumas exceções, entregam ao final bem menos que o seu começo promete.

metal 4
Metal já começa me dando essa sensação. A necessidade de criar algo grandioso, operístico é quase paupável. A história começa interligando todos os artefatos, lugares místicos e tecnológicos do multiverso da editora. E muito do que veremos daqui para frente terá essa saga como ponto de partida. Vamos acompanhar aqui o desenrolar desse evento passando para vocês a nossa impressão e torcendo para que seja tudo isso que a DC prometeu.

Noite de Trevas Metal
Junho/2018
116 pgs R$ 20,90.

Tweet about this on TwitterShare on Google+Share on Facebook
Veja mais!

Comente

Comente pelo site ou Facebook

  1. *