Nobel de Literatura 2018 – CANCELADO

Alrely 08/8/2018

Nobel_medal_dsc06171

Oi gentee!!

A notícia do ano no mundo literário: “NÃO HAVERÁ ENTREGA DO NOBEL ESSE ANO”. Aí você se pergunta, por quê? Vamos lá!

Estamos vivendo uma crise interna por conta de algumas acusações de corrupção e abuso sexual. Pra quem ainda não sabe, isso também está acontecendo em Hollywood: várias acusações de mulheres que sofreram abuso anos atrás, de atores/diretores/produtores, que hoje somos fãs! Mas o foco é a Academia Sueca, que depois de várias alegações de abusos e crimes financeiros decidiu conceder o prêmio deste ano em 2019. Essa decisão foi tomada numa reunião semanal em Estocolmo, alegando que a academia não está em condições de escolher um vencedor em meio a tantos esccândaos que estão manchando o nome da premiação, consequentemente perdendo sua credibilidade.

Em 1949, a premiação foi cancelada, mas entregue no ano seguinte a William Faulkner (O Som e a fúria e O Intruso); e em 1943 não houve um laureado, por motivos óbvios: A Segunda Guerra Mundial.

Em uma das problemáticas está a escritora Katarina Frostenson e o fotógrafo Jean-Claude Arnault, que são casados. Devido as várias acusações de corrupção e confidencialidade, Katarina que é membro da academia desde 1922, deveria ter sido expulsa do orgão, mas a amizade foi colocada à frente da integridade. Além disso, ela era sócia do clube de arte comercia do marido, que recebia um tipo de patrocínio da Academia Sueca, ou seja, ela patrocinava a si mesma!

E como se não fosse o suficiente, em Novembro do ano passado (2017), no debate da campanha #Metoo, vieram as acusações de assédio sexual. Exatas dezoito mulheres, afirmaram que foram assediadas pelo fotógrafo Jean-Claude, tendo relatos de estupro também, em locais disponibilizados a ele pela Academia Sueca. O ocorrido aconteceu por ele usar suas ligações om a insttituição para iludir as vítimas, que em maioria era aspirantes a escritoras. Claro que ele nega todas as acusações.

“Nós achamos necessário dedicar um tempo para reconquistar a confiança do público na Academia antes que o próximo vencedor possa ser anunciado”, declarou o secretário permanente da instituição, Anders Olsson. Ele também alegou que a decisão é uma forma de respeitar os que já ganharam e os que ainda ganharão o prêmio.

Carl-Henrik Heldin, presidente do conselho da Fundação Nobel, afirmou em comunicado que essa crise afetou, em especial, o prêmio de literatura deste ano, forçando-os à uma reestruturação organizacional no intuito de restaurar a credibilidade do prêmio e ter uma maior abertura ao mundo, pois o modo como o vencedor da categoria é escolhido foi pouco transparecido. Mas eu explico a vocês! Todo ano, em Fevereiro, os membros avaliam uma lista com 200 indicações, e depois disso ocorre o processo eiminatório, qque deve se manter nos termos de Alfred Nobel “premiar o trabalho mais destacado em uma direção ideal”.

No Brasil, o presidente da Academia Brasileira de Letras – Marco Lucchesi, considera que a decisão tomada foi muito radical, mas demonstra um importante tendência nesses últimos tempos, em suas palavras “não subordinar a perspectiva ética a outras questões que a relativizem”, que apesar do vácuo se torna uma atitude necessária.

Nota: atualmente, em meio a um forte movimento de respeito à mulher que estamos vivendo, a decisão da Academia Sueca nos dá uma lição de ética e responsabilidade social. Várias pessoas com posições de destaque na sociedade, acham que por direito podem “brincar” com os sonhos de outros, acabando com a dignidade, o respeito e a credibilidade da instituição que o patrocina, nesse caso, a Academia Sueca – que patrocinava o marido de uma escritora membro da Academia. Vemos em Hollywood e em muitos outros lugares, as mulheres criando coragem e alterando a voz em discursos e palestras para mostrar o quão fortes nós somos! Merecemos respeito porque somos seres humanos, somos todos iguais!

Tweet about this on TwitterShare on Google+Share on Facebook
Veja mais!

Comente

Comente pelo site ou Facebook

  1. *