Filme A sociedade Literária e a Torta de Casca de Batata (Resenha)

Thais Costa 09/21/2018

A Netflix estreou recentemente, o seu mais novo filme de produção original A sociedade literária e torta de casca de batata. O filme é uma adaptação do livro de mesmo nome, da escritora americana Mary Ann Shaffer, que faleceu em 2008 antes de terminar o livro. Porém, sua sobrinha Annie Barrows finalizou a história e publicou. Já adianto que não precisa ter lido o livro para assistir ao filme. Se você não leu, quando acabar de ver o filme vai correr atrás do livro e se você leu vai querer reler essa obra novamente. Acredite, o título é grande do tamanho da delicadeza que esse filme vai te cativar.

A história foca no período pós-segunda guerra, contando algumas histórias de pessoas que vivenciaram a guerra e sofreram diversas consequências, entre elas Juliet Ashton (Lily James), que é uma escritora reconhecida, mas que anda enfrentando uma crise criativa. Ela se depara com uma carta de um fazendeiro, integrante de uma sociedade literária, onde ele conta como um livro o ajudou a passar por momentos difíceis durante a guerra. Ele e o grupo residem na ilha Guernsey, que foi invadida pelos soldados alemães nazistas, localizada próxima ao canal da Mancha. De cara, Juliet fica surpresa e ao mesmo tempo curiosa em conhecer sobre o grupo com nome engraçado de A sociedade literária e a torta de casca de batata e como os livros os ajudaram a passar por momentos conturbados.

079381.jpg-r_1280_720-f_jpg-q_x-xxyxx

Ela resolve ir atrás desse grupo. Chegando lá, conhece os integrantes, sofre um pouco de resistência por alguns, mas é bem recebida. No primeiro instante existe aquela ligação com Dawsey Adams (Michiel Huisman), o até então desconhecido que se comunicava com ela pelas cartas. A partir daí, Juliet começa a conhecer cada um e suas histórias, começando a se envolver emocionalmente com esse grupo que passa a ser querido por ela. Mas não demora muito e logo surge um sentimento de dúvida e curiosidade por parte da protagonista, sobre um acontecimento que todos evitam relatar e que alimenta a vontade dela em continuar na ilha e descobrir o que de fato aconteceu. No decorrer da trama ela vai descobrindo a história e tendo cada vez mais empatia com cada um deles, aos poucos conquistando seu espaço, em um momento curto de estadia.

A-Sociedade-Literária-e-a-Torta-de-Casca-de-Batata-1024x684

O filme tem um roteiro muito bem construído, com atuações excelentes que arranca de nós as melhores sensações possíveis. O casal protagonista é muito bem representado, se comunicam com os olhos. O filme é repleto de diálogos enriquecedores e frases bem construídas. Além de flashbacks que passeiam por momentos durante a ocupação nazista e o pós-guerra.

262a65d20aa840a33474725fc69770a42b8143e0

A montagem é muito executada, sem falar no figurino de ótimo gosto e uma fotografia com uma qualidade impecável. O filme é bem previsível, mesmo assim, prende a atenção. Para quem ama histórias épicas, que envolve momentos históricos, esse filme é uma dica importantíssima. Ao mesmo tempo que relata alguns fatos vivenciados da guerra pelos personagens, mostra como cada um teve experiências diferentes. Destacando as personagens femininas fortes e empoderadas que agiram com o coração e com o que acreditavam sem medir esforços.

5165066.jpg-r_1280_720-f_jpg-q_x-xxyxx

Então, Corre para assistir porque vai te cativar de uma forma maravilhosa. Garanto que vai ser difícil assistir e não ficar com os olhos marejados diante de uma história incrível.

 

Nota: 9 Xícaras.

Tweet about this on TwitterShare on Google+Share on Facebook
Veja mais!

Comente

Comente pelo site ou Facebook

  1. *