A Queda de Murdock

Antonio Teodoro 11/19/2018

matt07

Pelo que vimos nos trailer’s da terceira temporada de Demolidor, supomos que A Queda de Murdock será a trama central que conduzirá a série dessa vez. Sim! Será dessa saga, considerada por muitos a melhor história do Homem sem medo, que falaremos a partir de agora.

Born Again (como saiu lá nos E.U.A.) foi lançada em fevereiro de 1986 e por aqui saiu no ano seguinte a partir de agosto de 1987 na Superaventuras Marvel nº 62. Trouxe Frank Miller de volta para escrever o título do Demônio de Hell’s Kitchen, substituindo Denny  O’neil que nunca alcançou seu patamar de vendas na revista.  Apesar de só ter assumido totalmente os roteiros na edição nº 227, ainda chegou a dividi-lo com Denny em histórias anteriores  para preparar o terreno ao que viria em seguida.

matt06

Tudo começa com Karen Page, antiga secretária do Nelson & Murdock  e paixão de Matt ( Matt Murdock, para você que não sabe ou não lembra, é a persona por trás da máscara do Demolidor e Nelson & Murdock o escritório de advocacia que ele dividia com seu amigo de faculdade Franklin “Foggy” Nelson) vendendo a identidade secreta do herói por uma dose de heroína. Essa informação vai parar nas mãos de seu maior inimigo: Wilson Fisk, O Rei do Crime. A partir daí, Fisk engendra um plano de completa destruição, não do seu inimigo declarado, mas sim de sua faceta civil, acabando com tudo de material e pessoal que Matt acumulou ao longo da vida. Miller nos dá uma incrível e detalhada história policial na qual vemos o quanto um homem pode cair e por conta de uma determinação quase sobre-humana reerguer-se e se sobrepor a infortúnios quase que intransponíveis.

matt05

Não bastasse o duelo indireto ( e direto) dos dois protagonistas, Frank também nos apresenta vários dilemas dos coadjuvantes que dividem os holofotes da história e a fazem tão grande. Quer seja a Karen Page que de interesse amoroso do Matt nas histórias da década de 60 ressurge como uma viciada em drogas e ex-atriz pornô que depois de entregar seu antigo amor por mais uma dose tenta encontrá-lo para se salvar. Quer seja Ben Urich, um repórter investigativo amigo de Matt, que ao esmiuçar a denúncia que levara seu amigo a perder a licença para advogar, vê-se paralisado de medo ao ser ameaçado de morte. Ou o próprio Foggy ao perceber o quanto começara a se envolver com a ex-namorada de Matt, Glorianna  O’breen (é, estamos falando de outra ex), e a começar num emprego que lhe paga muito mais do que ele acha que deveria. Até perceber que o mesmo possa não ser tão lícito assim ( mais um fio da teia que Fisk teceu ao redor dos próximos de Matt).

Tudo isso mostrado pelo traço de um novato ( na época) David Mazzucchelli que já impressionava naquele tempo, com suas feições de personagens cheias de emoção (a face de Ben Urich transfigurada enquanto ouvia o assassinato da testemunha do caso de Matt), as páginas inteiras que nos demonstravam o estado de espírito do Demolidor nas quatro primeiras histórias. A arte de Mazzucchelli nos transportava para o clima dos filmes Noir dos anos 40 ou aos policiais “crus” estilo Operação França na década de 70, ao mesmo tempo que desemboca nos filmes de ação estilo Rambo\Braddock  na conclusão em Armagedon. Aliás, se é para indicar algum calcanhar de Aquiles nessa saga, acho que seria o plot do Bazuca no final da mesma. No intuito de “desentocar” o Demolidor de seu esconderijo em Hell’s  Kitchen, o Rei do Crime libera uma espécie de Rambo ainda mais anabolizado para destruir o bairro, no qual só é impedido  após a intervenção dos Vingadores e aí o policial Noir descamba para um filme de Brucutu dos anos 80 misturado com “Watergate”. Se é ruim? Não, mas de repente fica completamente fora da curva. Pormenor que não chega a incomodar.

Matt03Matt02

A Queda de Murdock  é , sem sombra de dúvidas, um clássico que merece  ser redescoberto ou lido caso você ainda não o fez. Com toda a certeza é uma das melhores histórias de “herói urbano” de todos os tempos. É Frank Miller no seu auge narrativo com um dos personagens que o alçou ao estrelato. Depois disso Miller e Mazzucchelli contaram o primeiro ano de um certo Cavaleiro das Trevas para a outra editora. Pegou a referência?

 

A Queda de Murdock foi relançada algumas vezes e a mais recente foi em 2014 pela editora Salvat ( Capa Preta).

Tweet about this on TwitterShare on Google+Share on Facebook
Veja mais!

Comente

Comente pelo site ou Facebook

  1. *